terça-feira, julho 29, 2008

CERN, o Portal do Infinito...

No CERN (Conseil Européen pour la Recherche Nucléaire), ensaia-se o Big Bang, simula-se uma estrela, estudam-se os buracos negros, procuram-se novas partículas e elementos e um novo estado da matéria, a matéria encontra a antimatéria, o espaço e o tempo parecem correr mais depressa, procuram-se as fissuras do tempo - Serão possíveis as viagens no tempo? - nos túneis em Meyrin, perto de Genebra, na Suíça, onde se localiza o maior centro de estudos sobre física de partículas do mundo.


Acelerador de Partículas

No campo da Física, gatinhamos e damos os primeiros passos, da teoria tenta-se passar à prática…

Brincamos aos aprendizes de feiticeiro e ensaiamos o papel de pequenos Deuses.


«The LHC is in the final stages of construction, and commissioning, with some sections already being cooled down to their final operating temperature of ~2K. The first beams are due for injection mid June 2008 with the first collisions planned to take place 2 months later.»


À procura do Elemento de Deus

Contudo há experiências, que podem ter resultados funestos, comprometer o planeta e o futuro da própria Humanidade.


No passado, o esforço dos cientistas do CERN contribuiu para o desenvolvimento da Internet.



«O CERN - Laboratório Europeu de Física de Partículas - é financiado por 20 Estados Membros, e é o maior centro mundial de investigação do seu tipo. Desde a sua fundação em 1954, tem sido um exemplo bem sucedido de colaboração internacional, juntando cerca de 6500 cientistas, de mais de 80 nacionalidades.

O objectivo do CERN é a investigação científica pura, sem objectivos militares: de que é constituído o nosso Universo, de onde vem a matéria, como é que as partículas elementares interagem?

Para procurar responder a estas questões, o CERN utiliza aceleradores e detectores de partículas, dispositivos que se contam entre os maiores e mais complexos instrumentos científicos jamais construídos: o LEP, acelerador de electrões e positrões, tem uma circunferência de 27 Km, e alguns dos detectores têm as dimensões de edifícios de oito andares.

O laboratório utiliza, e simultaneamente, desempenha, um papel fundamental no desenvolvimento de tecnologia de ponta, com vista a futuras aplicações: desde a ciência de materiais até à engenharia mecânica ou computação, a física das partículas requer a melhor performance em todos os campos, e exige uma superação permanente da barreira do que é possível fazer em termos tecnológicos. Actualmente, o CERN está a construir um novo acelerador de hadrões, o LHC (Large Hadron Collider), que entrará em funcionamento em 2008, e que permitirá sondar ainda mais profundamente a matéria e responder a questões ainda por esclarecer.»

http://public.web.cern.ch/Public/Welcome.html

http://linac2.home.cern.ch/linac2/default.htm

segunda-feira, julho 28, 2008

USS Cole, oito anos depois...

A 30 de Junho de 2008, os Procuradores Militares dos EUA apresentam a acusação, contra os alegados autores do atentado, ocorrido em 12.10.2000, que visou, o vaso de guerra norte-americano USS Cole, atracado no porto de Aden, Yemen.


Nesse fatídico dia, um pequeno barco, que transportava alegadamente lixo (ia carregado de explosivos), chocou com o navio americano, provocando baixas na tripulação do navio, que aguardava a hora do almoço – 17 marinheiros mortos, 39 feridos e um buraco no casco.


Segundo, os activistas dos direitos humanos, a confissão foi obtida sob tortura, na base norte-americana de Guantánamo Bay, em Cuba, onde se encontram ilegalmente detidos inúmeros prisioneiros, sem acesso a um advogado, a um Tribunal Civil ou aos mais elementares cuidados básicos de saúde e de dignidade humana, violando claramente, a Convenção de Genebra, sobre os Prisioneiros de Guerra e os mais elementares Direitos Humanos.

Oito anos depois, o saudita Abd al-Rahim al-Nashiri, enfrenta acusações de assassinato e terrorismo.


Nashiri foi detido nos Emirados Árabes Unidos (EAU), em Outubro de 2002 e encontra-se detido, em Guantánamo, desde 2006.


O ano passado ele confessou o ataque, porque havia sido torturado.


A CIA tinha submetido a interrogatório outros três prisioneiros suspeitos do ataque, igualmente detidos nesta base americana.

Para os activistas dos direitos humanos, o julgamento vai colocar em causa os tribunais militares americanos criados para o efeito em Guantánamo Bay, para julgar os inimigos combatentes dos EUA, levantando-se sérias dúvidas jurídicas e morais, sobre a imparcialidade e isenção dos mesmos.


O Supremo Tribunal dos EUA deliberou recentemente que os reclusos detidos em Guantánamo Bay têm o direito de contestar a base da sua detenção, pelos americanos diante dos tribunais cíveis.


A Anedota, em que se transformou o nosso País:

domingo, julho 27, 2008

Censurad@s


Há coisas que não lembram ao Diabo, esta noite, ao surfar pela rede, ao tentar visitar o Jumento (http://jumento.blogspot.com/), para mim, um dos melhores blogues nacionais, quer pelo seu conteúdo, quer pelas maravilhosas fotos, quer ainda pelo grafismo, deparei-me com um aviso sobre conteúdo, fazendo menção que este blogger é mesmo reprovável…

Tsss…

Abanei a cabeça.

Que palermice, pensei…

Diariamente os nossos amigos da Google, sediada em Montain View, Califórnia monitorizam os nossos blogues, aprovando ou não os seus conteúdos.

Esta situação pode levar a uma migração dos blogues nacionais para outras paragens.

Creio que o Neo-Fascismo está em marcha e a Liberdade individual de cada um colocada em causa.

Há páginas da Internet que são vandalizadas, conteúdos apagados. Nos EUA há autores de blogues a contas com a justiça, presos!

Em França já houve bloggers que tiveram a simpática visita da Polícia, após tomaram posição a favor da Sego contra Sarko…

Em Portugal já houve blogues retirados da Internet, embora se faça menção pela primeira vez, ao blogue sobre a Póvoa do Varzim.

Onde está o poder de encaixe dos nossos políticos?

O autor do blog Do Portugal Profundo, uma verdadeira referência nacional contra o nepotismo (http://doportugalprofundo.blogspot.com), o Prof. António Balbino Caldeira já foi injustamente incomodado, por mais que uma vez, por quem não quer ouvir umas verdades…

Há ainda quem se queixe, que não consegue publicar umas matérias e que vê o seu blogue assinalado pela Tecnorati, como 403 – Forbbiden, como já aconteceu com o Espaço Aberto e com o Kafe Kultura…

Gilberto Gil, Aquele Abraço



Recordando Gilberto Gil, no longínquo ano de 1979, Aquele Abraço...

sábado, julho 26, 2008

G8 - Polémica ao Jantar

Os líderes das oito economias mais industrializadas do mundo (G8), reunidos numa cimeira no Japão, estão a causar espanto e repúdio, na opinião pública internacional, após ter sido divulgada aos órgãos de comunicação social, a ementa dos seus almoços de trabalho e jantares de gala.



Reunidos sob o signo dos altos preços dos bens alimentares nos países desenvolvidos - e consequente apelo à poupança -, bem como da escassez de comida nos países mais pobres, os chefes de Estado e de Governo não se inibiram de experimentar 24 pratos, incluindo entradas e sobremesas, num jantar que terá custado, por cabeça, a módica quantia de 300 euros.



Trufas pretas, caranguejos gigantes, cordeiro assado com cogumelos, bolbos de lírio de Inverno, supremos de galinha com espuma de rais de beterraba e uma selecção de queijos acompanhados de mel e amêndoas caramelizadas eram apenas alguns dos pratos à disposição dos líderes mundiais, que acompanharam a refeição da noite com cinco vinhos diferentes, entre os quais um Château-Grillet 2005, que está avaliado em casas da especialidade online a cerca de 70 euros, cada garrafa.



Não faltou também caviar legítimo com champanhe, salmão fumado, bifes de vaca de Quioto e espargos brancos Nas refeições estiveram envolvidos 25 chefs japoneses e estrangeiros, entre os quais alguns galardoados com as afamadas três estrelas do Guia Michelin.



Segundo a imprensa britânica, o "decoro" dos líderes do G8 - ou, no mínimo, dos anfitriões japoneses - impediu-os de convidar para o jantar alguns dos participantes nas reuniões sobre as questões alimentares, como sejam os representantes da Etiópia, Tanzânia ou Senegal.



Os jornais e as televisões inglesas estiveram na linha da frente da divulgação do serviço de mesa e das reacções concomitantes. Dominic Nutt, da organização Britain Save the Children, citado por várias folhas online, referiu que "é bastante hipócrita que os líderes do G8 não tenham resistido a um festim destes numa altura em que existe uma crise alimentar e milhões de pessoas não conseguem sequer uma refeição decente por dia". Para Andrew Mitchell, do governo-sombra conservador, "é irracional que cada um destes líderes tenha dado a garantia de que vão ajudar os mais pobres e depois façam isto".



A cimeira do G8, realizada no Japão, custou um total de 358 milhões de euros, o suficiente para comprar 100 milhões de mosquiteiros que ajudam a impedir a propagação da malária em África ou quatro milhões de doentes com sida. Só o centro de imprensa, construído propositadamente para o evento, custou 30 milhões de euros. [in DN,10.07.08]

quinta-feira, julho 24, 2008

Postais Ilustrados do Rio de Janeiro (3)

A Cidade Maravilhosa vista do Céu


Aquele Abraço

O Rio de Janeiro
Continua lindo
O Rio de Janeiro
Continua sendo
O Rio de Janeiro
Fevereiro e março...

Alô, alô, Realengo
Aquele Abraço!
Alô torcida do Flamengo
Aquele abraço!...(2x)


Chacrinha continua
Balançando a pança
E buzinando a moça
E comandando a massa
E continua dando
As ordens no terreiro...


Marina da Glória

Alô, alô, seu Chacrinha
Velho guerreiro
Alô, alô, Terezinha
Rio de Janeiro
Alô, alô, seu Chacrinha
Velho palhaço
Alô, alô, Terezinha
Aquele Abraço!...


Aterro do Flamengo

Alô moça da favela
Aquele Abraço!
Todo mundo da Portela
Aquele Abraço!
Todo mês de fevereiro
Aquele passo!
Alô Banda de Ipanema
Aquele Abraço!...

Meu caminho pelo mundo
Eu mesmo traço
A Bahia já me deu
Régua e compasso
Quem sabe de mim sou eu
Aquele Abraço!
Prá você que meu esqueceu
Ruuummm!
Aquele Abraço!
Alô Rio de Janeiro
Aquele Abraço!


Todo o povo brasileiro
Aquele Abraço!...


O Rio de Janeiro
Continua lindo
O Rio de Janeiro

Continua sendo
O Rio de Janeiro
Fevereiro e Março...


Aeroporto Tom Jobim

Alô, alô, Realengo

Aquele Abraço!
Alô torcida do Flamengo
Aquele Abraço!...(2x)


Ilha de Paquetá

Chacrinha continua
Balançando a pança
E buzinando a moça
E comandando a massa
E continua dando
As ordens no terreiro...

São Conrado

Alô, alô, seu Chacrinha
Velho guerreiro
Alô, alô, Terezinha
Rio de Janeiro
Alô, alô, seu Chacrinha
Velho palhaço
Alô, alô, Terezinha
Aquele Abraço!...


Alô moça da favela
Aquele Abraço!
Todo mundo da Portela
Aquele Abraço!
Todo mês de fevereiro
Aquele passo!
Alô Banda de Ipanema
Aquele Abraço!...

Ilhas Cagarras

Meu caminho pelo mundo
Eu mesmo traço
A Bahia já me deu
Graças a Deus!
Régua e compasso
Quem sabe de mim sou eu
É claro!
Aquele Abraço!
Prá você que meu esqueceu
Ruuummm!
Aquele Abraço!
Alô Rio de Janeiro
Aquele Abraço!
Todo o povo brasileiro
Aquele Abraço!...

Todo mês de fevereiro
Aquele Abraço!
Alô moça da favela
Aquele Abraço!
Todo mundo da Portela
E do Salgueiro e da Mangueira
E todo Rio de Janeiro
E todo mês de fevereiro
E todo povo brasileiro
Ah! Aquele Abraço!...

Gilberto Gil


As fotos magníficas são de Nilo Lima, enviadas pelo amigo Alex...

terça-feira, julho 22, 2008

Memórias de Trigo de Morais, desde o Mapai a João Belo (Xai-Xai)


Já lá vão muitos anos, contudo há um homem, um português, que permanece na memória dos moçambicanos, do Vale do Limpopo, desde o Mapai, até João Belo (Xai-Xai)…

«Trigo de Morais, o homem que, nos anos sessenta, concebeu e chefiou a construção do sistema de regadio do Vale do Limpopo, em Moçambique, é, ainda hoje, homenageado pelas populações locais. Quarenta anos depois da sua morte.

Todos os anos, antigos trabalhadores prestam homenagem a Trigo de Morais, em rituais negros, cantares e missas na campa onde o seu corpo está sepultado por vontade própria. Num lugar onde antes havia uma árvore, à sombra da qual Trigo de Morais esboçou os primeiros projectos da barragem do Limpopo.

As infra-estruturas do sistema estão em ruínas, mas a barragem e o labirinto de canais que levavam água às terras, consideradas das mais produtivas do continente africano, continuam à espera de uma segunda oportunidade.


Em 1966, milhares de colonos portugueses instalaram-se no Vale, mas, depois da independência, a quase totalidade regressou a Portugal. A RTP ainda conseguiu entrevistar alguns dos raros portugueses, que ainda permanecem na região.

Trigo de Morais, engenheiro, alto funcionário do governo de Salazar, imaginou que poderia contrariar as normas e distribuir terras a pretos e brancos. Não o conseguiu completamente mas o facto de o ter tentado contínua a ser lembrado e respeitado pela população local, que em épocas de secas prolongadas invocam o seu nome para que chova.



"A Tribo de Trigo de Morais" é um trabalho do jornalista Alberto Serra, com imagem de António José Fernandes, edição de Paulo Marcelino e áudio de Nuno Soares, exibido no mês de Outubro de 2007 na RTP 1 (a merecer publicação em DVD).»

In http://thejpl.blog.com

domingo, julho 20, 2008

Moonspell, Vampiria

Vampiria, Moonspell

Vampiria, you are my destiny
My only Love and true destiny
Vampiria...

You're a beast, evil one
Above your head lays a Star
In your heart is buried the jewel
of a Serpent who wished to die
your red long tongue has her poison
And you will spread it as you breed
Conceiving the creed of all creeds

Vampiria, fly Vampiria

In your eye burn, defying
All those who in silence sleep
In a city once named Desire
Dreaming with the entombed dear

The lady has fallen in a blossom
Spread far away by undesirable winds
To females conspiring in gloom
Hiding your pearls from the pigs

So open your arms!
They were shaped as wings
A serenade of revenge draw on your lips

The sombre hill you're staying in
Is now defined
And your Star had start to shine

Depart now on your bright wings
The world envy
The skies have always seduced you
Precious Queen
and you know your time has come
To fly away with Me, so far...

Uma verdadeira pérola portuguesa, nunca pensei…

http://www.moonspell.com

Moonspell, o Apelo da Lua

Os Moonspell são uma das bandas portuguesas de maior êxito internacional.

O seu público não são os emigrantes portugueses, mas sim, o Mundo, senão vejamos os seus próximos concertos, tem lugar, em países como: a Alemanha (Leipzig), Suécia (Avrika Festival), Republica Checa (Visovice), Noruega (Tonsberg), Grécia (Atenas), Holanda (Litchenvoord), Ucrânia (Crimea).

Igualmente prevista está uma digressão prevista pelos EUA e Canadá nos meses de Outubro e Novembro, regressando aos concertos pela Europa, no mês de Dezembro.

Com uma agenda destas, que muito dificilmente algum artista nacional a repetiria, não se entende muito bem porque continuam injustamente esquecidos dos meios de comunicação social portugueses.


Confesso-vos que só alguns meses descobri os Moonspell, embora não sendo um fã de Heavy Metal ou Gótico, conforme lhe queiram chamar, reconheço contudo, que há ali muita qualidade, num grupo que mais parece saído da Europa Central ou do Reino Unido.


«Night Eternal» é o título do mais recente trabalho dos Moonspell, uma banda de metal gótico, que funde a componente entusiasta do metal, com as guitarras e a voz, e a componente elegante do gótico, com a sobriedade e o cuidado com a imagem, segundo a descrição do vocalista Fernando Ribeiro, licenciado em Filosofia, autor dos livros de poesia «Como Escavar um Abismo», «As Feridas Essenciais» e «Diálogo de Vultos».

Depois de uma passagem fulgurante pelo Rock in Rio Lisboa, o grupo tem percorrido a Europa em digressão, marcando a presença em diversos festivais. Na próxima semana, regressam a Portugal, para actuarem no Maiact – Festival da Juventude, a ter lugar na Maia, no dia 24 de Julho e no Best Rock, em Loures, no dia 25.


Os Moonspell são compostos actualmente por:

- Fernando Ribeiro, vocalista;

- Pedro Paixão, guitarrista e teclista;

- Ricardo Amorim, guitarrista;

- Mike, baterista;


Os Moonspell foram formados em 1989, com o nome Morbid God.

Em 1995, com o disco “Wolfhearth”, entraram na cena do metal internacional, vendendo mais de 120.000 cópias, seguiram “Irreligious” (120.000), “Sin” (100.000), “Butterfly FX” (70.000), “Darkness and Hope” (80.000), “Antidote” (90.000) e “Memorial” (90.000), discos cujo volume de vendas internacional fazem dos Moonspell, o grupo musical português de maior sucesso de maior sucesso no estrangeiro.


Editado em 2006, “Memorial” atingiu o primeiro lugar no Top nacional de vendas e conquistou o prémio Best Portuguese Act votado pelos espectadores da MTV.

«Temos conquistado público que está cansado da música «pimba” de entretenimento, formatada e pouco profunda, enquanto que nós oferecemos uma música mais completa», recorda Fernando Ribeiro, que adianta contudo, que o sucesso que tem no nosso país, não é de agora, pois já há 10 anos tinham esgotado no Coliseu de Lisboa.




A presença dos Moonspell nos palcos do Mundo:

http://www.withfullforce.de/intro.php4

http://www.mastersofrock.cz/www/index.php?view=82

http://www.slottsfjellfestival.no/

http://www.rockemall.gr/

http://www.kentishtownforum.com/

http://www.le-bataclan.com/content/index.php

http://www.013web.nl/

http://www.garage-sb.de/home.php?setFlash=on

http://www.z-7.ch/

http://www.planet.tt/

http://www.backstage089.de/

http://www.hugenottenhalle.de/

E em Portugal:

http://www.maiact.net/

http://www.cm-nisa.pt/nisartes_2008.html

http://www.alliancefest.com/

http://www.moonspell.com/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...