quinta-feira, setembro 30, 2010

29-S, Barcelona em brasa



O Governo Espanhol manifestou a sua "rejeição e condenação" pelos episódios violentos que ocorreram em Barcelona, totalmente desconcertantes que marcaram a greve geral de 29 de Setembro. Em nome do Governo catalão, o Ministro do Trabalho, Mar Serna, lamentou que o 29-S "tenha sido contaminado por grupos violentos e anti-populares, que não têm nada a ver com os trabalhadores e os principais sindicatos." Condenando duramente o Vandalismo registrado na capital catalã ter sido causado por elementos estranhos às manifestações.


À manifestação convocada pelos sindicatos sucederam-se os motins. Após os protestos reina o silêncio nas ruas vazias do coração da capital catalã.


Semana intensa sacode a catalunha


O centro da cidade de Barcelona viveu mais de oito horas de conflito quase permanente. Os distúrbios começaram ao meio-dia na zona da Universidade, continuaram a partir das duas na Plaza Catalunya e nas Ramblas, foi ocupada a antiga sede do Banesto.

A polícia lançou balas de borracha contra a maioria dos manifestantes que respondeu à chamada com pedras, queimando contentores e incendiando carros da policia.


Plaza Catalunya, o epicentro da mobilização


A partir do meio-dia, a polícia regional protegeu a Plaza de Catalunya e Plaça Universitat, após os distúrbios em diferentes partes de Barcelona. A polícia cercou a sede da ex-Banesto, na Praça de Catalunya, ocupada desde o último fim de semana por grevistas.


A polícia de motim registrou e terá identificado no prédio 15 pessoas que expulsaram

Durante as perseguições que aconteceram durante horas, a polícia lançou balas de borracha sob o olhar atónito de dezenas de turistas. Aos tiros respondeu a multidão enfurecida com pedras e garrafas de vidro. O dia cessou, por agora, com 23 detidos na Catalunha.


Na Catedral, os manifestantes foram atiraram pedras e diversos objectos contra os agentes da polícia. O acesso a um parque de estacionamento foi bloqueado, tendo os manifestantes queimado tudo o que podiam, criando uma barricada com pneus a arder.


Várias janelas de edifícios foram partidas e as lojas saqueadas. Durante os tumultos na parte da manhã, uma viatura da polícia municipal foi queimada, incidente em que quatro pessoas foram presas. Alguns manifestantes jogaram garrafas e outros objectos contra as carrinhas da polícia autonómica.

O Ministro do Trabalho da Generalitat, Mar Serna, explicou que nenhum dos presos fazia parte de piquetes de grevistas tratando-se de infiltrados. Quatro das detenções tiveram lugar em Barcelona, seis em Mataró, três em Cornella de Llobregat, e dois em Girona. No entanto, Serna tem insistido que a situação está a regressar à "normalidade".Pasme-se(!)


Claro, que estes dados são ainda provisórios.


A inquietação veio logo após os secretários gerais dos sindicatos CCOO de Catalunya, UGT da Catalunha e USOC, Joan Carles Gallego, Jose Maria Alvarez e Gil, respectivamente, terem ido para a frente da manifestação. A sua mensagem foi contundente: a greve teve um acompanhamento por "mais de 80% dos trabalhadores!


Os sindicalistas criticaram ainda "a tendência neoliberal do patronato que diz que os sindicatos estão fora de moda."

Uma coisa é certa, os protestos espalharam-se por toda a Espanha e ameaçam proliferar por toda a Europa!



domingo, setembro 26, 2010

Bicicleta, um transporte de futuro

Um meio de transporte com pernas para andar, não poluente, completamente verde, não dependente do petróleo, haja massa muscular!
Pode ser uma séria alternativa, para os tempos que se avizinham...
Com uma bicicleta todo o terreno, não há obstáculos que resistam, seja na cidade, no campo ou na montanha...
Haja pernas para andar...

Uma questão de especiarias e não só...

Há dias deambulei pelas prateleiras de vários supermercados e dei-me conta que os pacotinhos de especiarias contendo ervas aromáticas e alguns chás medicinais tinham puramente desaparecido de circulação, indaguei junto das várias repositoras por eles e elas disseram-me pura e simplesmente que os fornecedores tinham pura e simplesmente deixado de os fornecer.
Reflexo do Codex Alimentarius ou talvez não... Em breve o saberemos...

quinta-feira, setembro 23, 2010

Uma questão de venenos

Aparentemente este título e artigo pode à primeira vista parecer um pouco mórbido, mas a intenção não é essa…

Alguém preocupado com a nossa saúde mandou retirar a naftalina e seus derivados do mercado.

Também desapareceram de circulação o tradicional “pó das batatas” colocado sobre estas pelos agricultores depois de arrancadas.

Desapareceram igualmente do mercado de produtos agrícolas, uma boa parte de químicos utilizados na agricultura. Para aqueles, que vivem no campo ou se interessam um pouco pela agricultura sabem perfeitamente que alguns químicos são essenciais como adubos, fertilizantes (que ajudam a melhorar as características químicas e físicas de um solo), conservantes e remédios (utilizados para combater pragas naturais).

Muitos agricultores sabem que sem o recurso a alguns produtos químicos, o ano agrícola poderá estar perdido, assim como as colheitas.

Uma boa série de produtos utilizados pelos agricultores e por algumas donas de casa zelosas desapareceram do mercado e não há substitutos à altura, o que fazer? -pergunta nesta altura muito boa gente...

“As minhas batatas este ano estão cheias de traça e até ao inverno apodrecem.” – É uma frase recorrente por estes lados.

Já não existe pó para curar e conservar as batatas durante o ano e alguns venenos que eram espalhados para os ratos pura e simplesmente desapareceram.

Há quem se questione se já não estamos entregues à bicharada, pois muitos dos predadores naturais - para aqueles que defendem a agricultura biológica - tais como cobras, morcegos, sapos, rãs e pássaros estão a desaparecer inexplicavelmente dos campos.

Enquanto isso, as donas de casa desesperam com as traças, na cozinha e nos quartos, pois os produtos feitos à base de naftalina desapareceram pura e simplesmente das prateleiras dos supermercados. Muitas delas já não sabem o que hão-de fazer para manter os roupeiros, as roupas e os alimentos longe das traças…

Em face do mau ano agrícola e com as abelhas responsáveis pela polinização das plantas, há já quem se questione se não advirá nenhuma grande fome, a nível global, que levará à morte, milhões de seres humanos.

quarta-feira, setembro 22, 2010

Ouro bate record histórico

A onça de ouro voltou hoje a atingir um máximo histórico no mercado de Londres, cotando-se a 1.283,25 dólares.

Os analistas dizem que de um activo refúgio, face à debilidade do dólar e à incerteza sobre a recuperação da economia mundial.

A nova valorização do ouro segue a tendência de alta do metal, que se iniciou desde o princípio de 2010, tendo-se apreciado até agora mais de 17%.

Os investidores acreditam que o ouro preservará melhor o seu valor do que as moedas correntes perante a incerteza financeira dos mercados.

A seguir com atenção esta situação nos próximos dias...

(To be continued)

terça-feira, setembro 14, 2010

Golfo do México, uma catástrofe que desafia os limites da compreensão



Anatoly Sagalevich acrescentou a sua voz à mais recente controvérsia sobre a catástrofe ecológica da BP no Golfo do México. Este especialista da Academia Russa de Ciências foi chamado ao Golfo pela BP logo depois da plataforma Horizon Deepwater desmoronar. E o que ele tem a dizer não é muito animador.  

O relatório do Dr. Sagalevich foi elaborado e apresentado ao primeiro-ministro russo Vladimir Putin. Neste relatório, o investigador do Instituto de Oceanologia Shirshov e da Academia Russa de Ciências afirmou que o fundo do mar foi irremediavelmente danificado e que o planeta deve se preparar para um desastre ecológico "que ultrapassa todo o entendimento".

A razão pela qual o Dr. Sagalevich foi chamado pela BP é porque ele é o especialista líder mundial em exploração de águas profundas, sendo o responsável pelos submersíveis MIR-1 e MIR-2, que são capazes de mergulhar a uma profundidade de 6 km, os submarinos mais profundos de longo alcance no mundo.

Para o Dr. Sagalevich, o vazamento de petróleo no Golfo do México não é apenas proveniente de uma única fonte, como os media têm vindo a afirmar, mas de 18 lugares diferentes. Segundo o relatório, os cientistas russos chamados pelos E.U.A. estão proibidos de divulgar as suas descobertas para os meios de comunicação – contudo prolifera na rede a notícia que houve um apagão da imprensa escrita, falada e televisiva.

De acordo com um relatório no Komsomolskaya Pravda, especialistas russos estão a pressionar os americanos a usar uma explosão nuclear para extinguir o vazamento, antes que ela destrua o Oceano Atlântico. A URSS aparentemente usou explosões nucleares cinco vezes (sendo bem sucedida em quatro dessas ocasiões) para extinguir problemáticos poços de petróleo e de gás entre 1966 e 1981.


Para o Dr. Sagalevich, o problema enfrentado pela administração Obama em matéria de utilização de uma explosão nuclear para selar o poço tem mais a ver com os efeitos sobre a continuação da exploração de petróleo no Golfo do México do que o impacto do desastre ambiental em águas profundas.
Os cientistas russos consideram que o uso de agentes tóxicos, utilizados pela BP para dispersar o petróleo fará pior que uma explosão nuclear, devido ao facto dos agentes dispersantes cairem como chuva ácida num outro lugar destruindo toda a flora com a qual tem contacto.

Fonte:

http://a7.com.mx/reportajes/3867-graves-consecuencias-del-derrame-de-la-bp.html

França proibe véu islámico (hijab)


Depois dos ciganos romenos e bulgaros, agora Sarko virou as suas atenções para os muçulmanos, desta vez, com 246 votos a favor e apenas um contra, a França tornou-se ontem o primeiro país europeu a proibir de forma geral o uso do véu islâmico integral no espaço público. Algo de ruim começa a tomar forma no coração da Europa, relembrando outros tempos e outras eras...

Será que o fantasma de Adolf Hitler paira sobre o Eliseu? 

Mais em:

http://www.publico.pt/Mundo/franca-tornase-primeiro-pais-europeu-a-proibir-veu-integral-muculmano_1455854


Pastores queimam Alcorão


“Apesar do pastor Terry Jones ter desistido da ideia, outros queimaram mesmo o livro sagrado dos muçulmanos

Parece estar longe do fim a polémica gerada pelo plano de uma igreja evangélica que pretendia queimar 200 exemplares do Alcorão. Apesar de o grupo de fiéis liderado pelo pastor Terry Jones ter decidido cancelar aquilo a que chamou de "dia internacional da queima do Alcorão", há quem considere que a iniciativa deveria ter sido concretizada.

Assim, nos estados de Tennessee, Kansas e Wyoming, apareceram várias pessoas que se propuseram a queimar o livro sagrado dos muçulmanos no nono aniversário dos ataques de 11 de Setembro. Um deles, o pastor Bob Old (à esquerda na foto) de Springfield, no Tennessee, explicou a sua atitude dizendo acreditar que os muçulmanos veneram "um deus falso".

"Têm um texto falso, um falso profeta e umas escrituras falsas", afirmou perante uma TV local, acompanhado por outro pastor, Danny Allen . A testemunhar a queima dos livros sagrados estiveram inúmeros órgãos de comunicação dos EUA. Também uma igreja no Kansas e um grupo do Wyoming, denominado "equipa de resposta à tirania", levaram a cabo actos semelhantes.”

Confira aqui a notícia, na Fonte:
http://dn.sapo.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=1661237&seccao=EUA%20e%20Am%E9ricas

Paris sob ameaça de bomba



Segundo a agência Lusa (última hora), a Torre Eiffel e uma parte do Campo de Marte, que lhe fica adjacente, foram evacuados hoje pela polícia de Paris, que afastou da zona cerca de 2000 pessoas, na sequência de um alerta de bomba. A principal estação de metropolitano da capital francesa (Saint-Michell) foi evacuada. O perimetro de segurança vai agora até ao Rio Sena. 

De acordo com a câmara municipal de Paris, a sociedade que gere o monumento "recebeu um alerta anónimo cerca das 20:20" (19:20 de Lisboa). Há ainda referência a vários alertas de bomba para inúmeros locais da capital francesa.

"Brigadas especializadas, incluindo binómios homem/cão, seguiram para o local, de modo a fiscalizar, piso a piso, a Torre Eiffel", acrescentou a autarquia parisiense.

quinta-feira, setembro 09, 2010

Pastor americano pretende queimar o Alcorão no dia 11 de Setembro


O General Petraeus alertou que esta campanha pode pôr em perigo a vida dos militares americanos no Afeganistão.

O secretário-geral da NATO, Anders Fogh Rasmussen, e o comandante das tropas internacionais no Afeganistão, David Petraeus, alertaram ontem para os perigos do projecto de uma igreja baptista americana de queimar em público o Alcorão. O grupo fundamentalista cristão Dove World Outreach Center, liderado pelo pastor Terry Jones, pretende queimar a 11 de Setembro, no aniversário dos atentados de Nova Iorque e Washington, um exemplar do livro sagrado dos muçulmanos.

O general Petraeus criticou ontem a iniciativa, dizendo que ela poderá colocar em perigo a vida de soldados americanos. "Estou muito inquieto com as repercussões possíveis da hipótese de queimarem um Alcorão", explicou o general, em comunicado. "É precisamente o género de acções que os talibãs usam e que poderá colocar problemas significativos."

O simples rumor da intenção de uma queima já provocou agitação em Cabul. Ontem, centenas de pessoas protestaram na capital afegã e chegaram a apedrejar veículos militares. Os manifestantes gritavam "morte à América" e alguns deles, citados pelas agências, diziam que a decisão de queimar o Alcorão partira dos EUA e "do Presidente americano".

A ideia de queimar o livro sagrado dos muçulmanos foi criticada por grupos islâmicos americanos e já motivou uma posição do porta-voz do ministério iraniano dos Negócios Estrangeiros, segundo o qual o auto-da-fé provocaria "sentimentos incontroláveis" em todo o Islão. "Aconselhamos os países ocidentais a impedirem a exploração da sua liberdade de expressão para insultar os livros santos", disse o mesmo porta-voz.

A notícia está entretanto a crescer nos países islâmicos. Na Indonésia, grupos radicais muçulmanos ameaçam lançar uma "guerra santa" se a iniciativa for concretizada. A minoria cristã local teme um surto de violência e um grupo de igrejas cristãs protestantes na Indonésia lançou um apelo a Barack Obama para que impeça a acção do pastor Terry Jones.

Mas Jones não parece ter a intenção de recuar. "O Islão e a Charia [lei islâmica] são responsáveis pelo 11 de Setembro", disse o pastor da Flórida. "É o momento dos cristãos, das igrejas e dos responsáveis políticos de dizerem 'Não', o islão e a Charia não são benvindos nos Estados Unidos." Terry Jones acusa ainda o Islão de ser "uma religião diabólica". O pastor tenciona queimar o Alcorão à porta da sua igreja, em Gainsville , a 500 quilómetros de Miami.

Fonte:

http://dn.sapo.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=1657359&seccao=EUA%20e%20Am%E9ricas

E estamos mesmo a ver qual vai ser o desfecho desta história...

Não estamos!?

Não deixa de ser curiosa, a data escolhida para o evento, o dia 11.09.2010. Mais, uma data carregada de simbolismo (09.10.11). Estranha sequência...

Ou um código para desplotar o Armagedão?

Desta vez aceitam-se apostas...


sexta-feira, setembro 03, 2010

A contradição



Plataforma de petróleo explodiu hoje no Golfo do México (Mais uma!)

Uma plataforma de petróleo (ou gás) localizada no Golfo do México, a dezenas de milhas a sul de Vermillion Bay (estado do Louisiana, EUA), explodiu esta quinta-feira, avançaram os meios de informação locais.

De acordo com as autoridades, vários meios aéreos e marítimos de Nova Orleãs e Houston foram mobilizados e enviados para local onde foi reportado o fogo e eventuais pessoas em situação de risco.

De acordo com as mesmas fontes, a plataforma - que não é de perfuração em águas profundas - é operada pela Mariner Energy, uma companhia de petróleo e gás cotada na bolsa de Nova Iorque.
Fonte: http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=10&id_news=467195

A notícia inicial não era bem esta foi retocada...



Explosão de plataforma petrolífera afinal não poluiu o Golfo do México
Ontem às 23:37
O incêndio que resultou da explosão de uma plataforma petrolífera no Golfo do México foi extinto. A guarda costeira disse que afinal não é visível qualquer indício de poluição na zona.

A guarda costeira norte-americana deu conta que já foi extinto o incêndio desta quinta-feira numa plataforma petrolífera no Golfo do México que começou com uma explosão.

Contrariando informações anteriores, que davam conta de 1,5 quilómetros de petróleo no mar, a guarda costeira norte-americana, citada pela agência AFP, informou agora não ser visível qualquer indício de poluição na zona.
Fonte: http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Vida/Interior.aspx?content_id=1654232

Houve quem viesse dar o dito por não dito...

Nova Orleães, 02 set (Lusa) -- A Guarda Costeira dos EUA afirmou que não há nenhuma mancha de petróleo visível na zona da plataforma no Golfo do México onde hoje se verificou uma explosão e que o incêndio já está extinto.

"O incêndio está extinto e os helicópteros dos guardas costeiros e os navios que estão no local não assinalam nenhuma mancha de petróleo visível na água", disse o capitão Peter Troedsson, um dos responsáveis da Guarda Costeira.

"Não há traços de fugas, mas continuamos a inquirir e a vigiar a situação para estarmos certos que esta não muda", acrescentou.
Fonte: http://tv2.rtp.pt/noticias/?t=Explosao-de-plataforma-nao-provocou-derrame-de-petroleo-incendio-extinto---Guarda-Costeira.rtp&article=372317&visual=3&layout=10&tm=7


A mancha segundo algumas fontes removidas tinha dois quilómetros, não há dúvidas que os dispersantes lavam mais branco e que qualquer notícia sobre o Cristiano Ronaldo é bem mais importante.

È caso para dizer que alguém anda a mentir à força toda, então leiam esta do público e depois digam lá quem é que tem razão:
http://ecosfera.publico.pt/noticia.aspx?id=1454094



quarta-feira, setembro 01, 2010

Suécia reabre investigação contra o fundador do Wikileaks



“A procuradoria-geral sueca reabriu o inquérito por violação contra o criador do website WikiLeaks, Julian Assange, sustentando que afinal existem “razões para acreditar que foi cometido um crime”.


Há semana e meia, com a diferença de poucas horas, as autoridades suecas emitiram e depois cancelaram um mandado de captura contra o australiano, então argumentando que nada levava a suspeitar das acusações de violação e agressão sexual formuladas contra Assange – alegadamente por duas mulheres diferentes, quando esteve na Suécia em meados de Agosto para participar numa série de conferências.

Em comunicado emitido esta manhã, a procuradora-geral Marianne Ny precisou que o inquérito foi reaberto agora após o caso ter sido “submetido a mais extensa análise”.

Assange, de 39 anos, que se popularizou a divulgar informações militares secretas dos Estados Unidos sobre a guerra no Afeganistão, tem negado desde o início as acusações.

Quando estas alegações surgiram, inicialmente avançadas pelo tablóide sueco “Expressen”, Assange avaliou que era “profundamente inquietante” que tal acontecesse quando o website ia revelar um novo pacote, de mais de 15 mil documentos, embaraçosos para as chefias militares norte-americanas.”

Citando o Jornal Público:
http://www.publico.pt/Mundo/suecia-reaberta-investigacao-por-violacao-contra-o-fundador-do-wikileaks_1453849


Os comentários ao artigo estão brutais:
“Mesmo?

Estou como os outros: há mesmo violação (q me perdoem as vitimas se for verdade), ou tem qualquer coisita a ver c o wikileaks?”

“Ui Ui

Se fosse no tempo das vacas gordas, metiam-lhe um kilo ou dois de branca na mala do carro ou em casa e já estava feito. Só que agora, com a corrupção a bradar em todo o lado, essa branca seria logo desviada pelo pessoal do armazém onde deixassem as "provas" arquivadas. E está visto, o prejuízo era imenso para o orçamento da CIA. Agora em crise, sai mais barato recorrer a prostitutas para este tipo de serviço; encalacrar quem fala demais e tem meios de prova do que diz. Cambada de intrujas nojentos. “

“POIS

A CIA nunca brinca em serviço! Então não se viu o caso Português! E já agora, expor documentos não é jornalismo, é informação! Jornalismo hoje em dia será qualquer coisa como impingimento.”

“Pois

A CIA omeçou o seu trabalho: denegrir a imagem do homem que tenta expor os crimes contra a humanidade perpetuados pelos EUA. Hitler actuava da mesma forma, Staline actuava da mesma forma, os EUA sempre o fizeram.”

Sem mais...

Entramos numa lógica de caça às bruxas, blogues suprimidos, autores identificados, alvos de processos judiciais noutros países e presos.

Conspiração, não.
Realidade absurda. Em causa estão o Direito e a Liberdade de expressão e ainda as garantias dos cidadãos!

Na imprensa não há lugar para a realidade nua e crua, pois o mundo está pintado de cor de rosa, tudo lhes corria de feição até descobrirem que houve uns marotos que escreviam umas coisas que ninguém lia e lhes boicotaram a vacinação em massa contra a Swine Flu.

Pode ser que algum doido se lembre de convocar uma manifestação pelo telemóvel, como aquela que teve lugar em Moçambique.

'Olha moçambicanos somos órfãos do Estado, avance a manifestação, Guebuza vai, Guebuza sai... Huma Mozaia Wai Sabotara U Hi Sabotara... passa a mensagem', foi esta a mensagem que correu nos celulares na tarde de ontem (31 de Agosto), a mobilizar a população para a manifestação que pôs Maputo em Estado de Sítio.

Aí talvez as pessoas comecem a despertar para a realidade nua e crua que nos querem há muito ocultar.

Ler mais em:
http://noticias.sapo.mz/info/artigo/1089338.html

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...