terça-feira, dezembro 26, 2006

Antiquitera – O Computador Mais Antigo

O Mecanismo de Antiquitera é um misterioso mecanismo que foi descoberto nos restos de um naufrágio, próximo da ilha grega de Antiquitera, entre Citera e Creta, e remonta ao ano de 87 A.C. (2100 anos antes da nossa era).

Este complicadíssimo mecanismo de relojoaria composto por 30 engrenagens diferentes de bronze, que se supõem, que foi construído para calcular o movimento dos corpos celestes.

De acordo, com os estudos iniciais levados a cabo por Derek Price, um historiador da Universidade de Yale, o dispositivo era um computador astronómico capaz de predizer as posições do Sol, da Lua e o Zodíaco. Estudos posteriores sugerem que o dispositivo era bastante mais inteligente.

O artefacto pode ser contemplado no Museu Nacional de Arqueologia de Atenas, Grécia e uma réplica está patente no Museu Americano do Computador, em Bozeman, Montana, EUA.

Está bem patente, que a Verdadeira História não é bem capaz de ser aquela que nos foi ensinada na Escola.

Após, a queda do Império Romano do Ocidente, a Humanidade mergulhou nas trevas, por 1.000 anos, demorando-se a reerguer e a voltar de novo a atingir os patamares do conhecimento, sabedoria, civilizacionais das antigas Roma e Grécia.

2000 anos de Cristianismo e obscurantismo…

Mas, nova ameaça se perfila no Horizonte, o Islão… Não nos acontecerá a nós, o que aconteceu à antiga Roma?

O Islão e o Mundo Contemporâneo

A História às vezes avança às arrecuas e por vezes repete-se.

A Religião e o Fanatismo Religioso são entraves ao Progresso Humano.



6 comentários:

mbartar@gmail.com disse...

Amigo,
você já ouviu falar sobre a Fé Bahá'í ?
Essa nova ideologia apregoa exatamente a idéia de que a religião é progressiva, ou seja, é a mesma desde o início da Criação. Aproximadamente a cada 1000 anos um novo mensageiro de Deus é enviado com ensinamentos e diretrizes adequados ao novo estágio de desenvolvimento humano.
Achei interessante a sua colocação pois aponta também para essa direção.
Abraços,
Bartar

Mário Nunes disse...

A religião é o ópio do povo.
Karl Marx dixit.
Mário Nunes

Anónimo disse...

Que patético seu comentário sobre a religião. Mais ainda seu pífio conhecimento de história. O único ópio que vocês utilizaram chama-se Marxismo. Continue a disseminar mentiras disfarçadas de opiniões. Das duas uma: ou são muito ingênuos ou aprenderam muito bem a lição.

Tiago disse...

Anónimo você é que é um borrego patético... mas não vale a pena apresentar factos a fanáticos religiosos sejam eles católicos ou muçulmanos ou o qq religião. pq? pq vocês não acreditam em factos mas sim e em pseudo Dogmas e fé... que para mim é sinonimo de tontice. para ser brando...

Anónimo disse...

Calma gente falta de de fé nos traz arrogância, a arrogância adoece a alma e quando adoece a alma apodrece o corpo seja no intelecto como no próprio cada um acredita em o que quiser mas não troquemos ofensas pois a semeadura é facultativa mas a colheita ah!!! Essa é obrigatória eu vejo semelhantes catedráticos a serem aplaudidos de pé com prêmios Nobel seja em todas as ares da ciência a religião.
As ciências sociais de hoje apresentam semelhantes princípios como novidades. No entanto, são antigos. Chegaram a Terra, com o Cristo há vinte séculos. Nós outros porem, espíritos atrasados no entendimento, somos ainda tardio na aplicação.
Beijo no coração de todos.

Anónimo disse...

Caro anónimo sabia que se cristo viesse à terra não era cristão, muito longe disso, ele era um judeu radical apocalíptico. Ele dizia que o reino dos céus estava a chegar, mas já estão à espera há 2000 anos, está um pouco atrasado, não é? Ele não concordaria com a opulência da igreja e discriminava os não judeus. Ele seguia todas as leis judaicas e tudo o resto são adulterações e escritos posteriores aos evangelhos. A história assim o diz e os dados são muito evidentes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...