sexta-feira, janeiro 02, 2009

Israel e Gaza, olho por olho, dente por dente...

O cessar-fogo patrocinado pelo Egipto, entre Israel e o Hamas durava há seis meses, apesar de quebrado, por várias vezes por ambos os lados.


Antes do final de Dezembro, Israel indicou que pretendia prorrogar o acordo de cessar-fogo, caso o Hamas deixasse de lançar ataques contra o território israelita com os foguetes Qassam.

Os líderes do Hamas já estavam fartos do bloqueio político e económico imposto pelo estado de Israel. Recorde-se que as fronteiras terrestres e marítimas são controladas por Israel.


Aqui ninguém é santo, guerrilheiros da Jihad Islâmica preparam foguetes Qassam que vão pôr as cidades israelitas junto à fronteira, em polvorosa. Tocam as sirenes e vai toda a gente para os abrigos.

Depois de seis meses, o lançamento de foguetes contra Israel intensificou-se e Israel respondeu militarmente com bombardeamentos sobre alvos do Hamas.

O Hamas efectuou em 2008, mais 3.000 lançamentos com Qassam contra o território de Israel.


As baixas sucedem-se de ambos os lados da fronteira.


Apache das Forças de Defesa de Israel dispara um míssil contra posições do Hamas.


Houvesse vontade política de resolver este problema, provavelmente todo o Médio Oriente poderia respirar há muito de alívio.


F15 Israelita perscruta o horizonte em busca de alvos...

A luta é desproporcional, tanques e aviões contra foguetes.


E os judeus tem lobbys poderosos (em diversos sectores): na América, na Europa e na Rússia, manobrando inúmeras diplomacias e corredores de poder.


Perante este cenário fratricida, multiplica-se internacionalmente um coro de protestos, que é indiferente ao governo de Telavive.


Mas, por baixo de tanta tensão política e religiosa, joga-se naquelas paragens há décadas, o xadrez mundial, há muitos interesses em jogo: petróleo, petróleo e mais petróleo...
E muito dinheiro!

Recorde-se ainda, que Jerusalém é a cidade santa para inúmeras religiões e credos e que Meca e Medina são as cidades santas do Islão.


A cavalaria israelita segue dentro de momentos...

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1354760&idCanal=11


Segundo a Wikipedia: «A Faixa de Gaza é um território situado no Médio Oriente limitado a norte e a leste por Israel e a sul pelo Egito. É um dos territórios mais densamente povoados do planeta, com 1,4 milhão de habitantes para uma área de 360 km². A designação "Faixa de Gaza" deriva do nome da sua principal cidade, Gaza. Cerca de 60% da população é composta por refugiados chegados nas duas vagas geradas pelas guerras de 1948-1949 e de 1967; os restantes são populações nativas. Grande parte da população habita nas cidades, das quais se destacam Gaza, Khan Yunis, Rafah e e Dayr al Balah.»

1 comentário:

kike disse...

esta famosa guerra no creo que se resuelva nunca, de hecho ellos vienen pelenado ya hace muchos siglos, pero cada vez se encrudecen las imágenes, cada vez son mas fuertes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...