terça-feira, junho 29, 2010

Camisas Negras em Toronto

Foi com profunda estupefacção que acompanhei ontem no Jornal da Noite da TVI, os incidentes registados na última reunião do G-20, em Toronto, no Canadá. O noticiário fazia alusão que os manifestantes tinham incendiado diversos carros da policia e apedrejado inúmeros estabelecimentos comerciais. A policia respondeu com gás lacrimogéneo e com balas de borracha contra os manifestantes que se apresentavam vestidos de negro.

Segundo a TVI, a Radio Nederland Vereldomroep, a Reuters e a AFP foram detidas 600 pessoas e os líderes do movimento presentes a Tribunal.

Estranha analogia com as camisas negras de Mussolini (1929), o reviver do passado, num futuro renovado ou o paradigma do regresso do Fascismo, cerca de oitenta anos depois.

Aquilo pareceu-me uma encenação, montada a preceito, por alguém que sabia o que fazia. Os movimentos eram perfeitos demais, para os habituais patéticos protestos dos manifestantes anti-globalização.

Agora entendo a referência no filme de 2012, aos estranhos acontecimentos ocorridos em 2010, na Columbia Britanica. Em cheio na mouche.

Decalcado a papel químico, para seguir com atenção, as tropelias dos iluminados, neste e noutros blogues.

Quais serão os seus próximos passos?

A suspensão da internet?

A apreensão das armas de fogo particulares, pelos democratas de ocasião nos EUA?




8 comentários:

astroquack disse...

Gastaram um bilião? Porquê?! Se sabiam que ia haver tantos protestos, porque não fizeram a puta da reunião num sítio menos acessível(ou secreto até) para os manifestantes? Estranho, não é?...

Jest nas Wielu disse...

Desta vez, as camisas negras são os anarquistas (Black Blocks), para os quais a luta anti – globalização é um estilo de vida. Pergunto apenas da onde vão buscar o sustento financeiro?

Max disse...

É inacreditável, o esquema é sempre o mesmo: alguns idealistas com bandeiras no meio dos quais alguém introduz elementos violentos para transformar uma manifestação num acto de vandalismo.
Até começa a ser monótono.

Assim passa a ideia no global = violentos, quase terroristas.

De facto nas televisões ninguém transmite a ideia de possíveis elementos perturbadores.
Carros incendiados? Pedras nas montas? Feridos? Detidos? Culpa dos no global.

Parece não existir nada que possa acordar as pessoas.

Mário Nunes disse...

Serão anarquistas ou infiltrados pela CIA ou pelos Iluminados de Bilderberg?

StelaV disse...

"Serão anarquistas ou infiltrados pela CIA ou pelos Iluminados de Bilderberg?" Pois, foi precisamente o que penseei.

Anónimo disse...

This will astonish you!
It`s in the interest of as all!

ZEITGEIST: ADDENDUM

Money as debt


Technological breakthrough


HydrogenCar

Magnetic energy

Electrolyzed water

Soladey eco

Bio washball

Solar Air Conditioning

AMAZING!!

OZONATED WATER: CURE ANYTHING!

http://www.stoptherobbery.com/

Cancer is a fungus

ultraviolet light

Projecto Alexandra Solnado

Conversations with God website

Conversations with God

Project Camelot

Monatomic Gold

Dangerous to your health!

EXITOTOXINS

Monosodium glutamate (MSG)
Aluninum
Aspartame
Mercury


IMPORTANT TO WATCH

Flouride in water
Flouride Alert

Osmosis
Housetron

Flávio Gonçalves disse...

Bom... sem violência não há revolução, infelizmente a condição humana é exactamente esta.

Os capitalistas acham que nada lhes chega, até sentirem alguma dor, algum susto, nada mudará.

Mário Nunes disse...

Sim, mas eles estão dispostos a fabricar acontecimentos para imporem a agenda Iluminada ao resto do mundo, uma taxa para o carbono, a redução da população global, que eventualmente passará por uma guerra mundial, guerras civis, implementação da Lei Marcial e com a redução da população mundial, a cerca de 10% da actual(!)
E que jeito dava uns vulcões, uns mega tsunamis ou até mesmo um asteroíde, esta gente não brinca em serviço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...